• 10 dicas básicas para a aprovação em concursos

    Passar em um concurso público, não é tarefa tão simples, exige bastante esforço para superar a concorrência cada vez maior.

    Para não desistir no meio do caminho e conquistar o cargo desejado, o candidato deve seguir algumas 10 dicas básicas:

    1) Objetivo -
     Definir qual cargo ou em qual área deseja ingressar

    2) Planejamento – Planejar como irá estudar e definir horários

    3
    ) Métodos - Utilizar métodos de estudo eficientes

    4
    ) Disciplina - Manter disciplina e regularidade

    5) Revisão - Fazer resumos e utilizá-los para revisar a matéria

    6
    ) Treino - Fazer muitas provas, questões e simulados de concursos

    7) Lazer - Reservar um tempo para o lazer e descanso da mente

    8) Motivação - Pensar nos benefícios da conquista

    9
    ) Prova - Se preparar adequadamente para o dia da prova

    10
    ) Perseverança - Aprender com os erros e continuar tentando até conseguir

    www.examedesuficiencia.com

    Publicado por:
  • Como ler as questões da prova

    Certifique-se que você leu as orientações ao candidato. As orientações ao candidato são preciosíssimas que já esclarecem elementos importantes.

    Há até casos em que o candidato que não lê as orientações pode seguir um curso errado durante a prova. A melhor hora para lê-las é antes do início da prova. Mesmo que não permitam lê-las antes de correr o tempo de prova, leia-as com calma e atenção quando permitirem virar a prova. A relação custo de tempo x benefício de informação vale a pena.

    Houve um concurso em que fui o primeiro colocado e a segunda colocada comentou comigo que teria sido a primeira se atentasse para as orientações ao candidato, que vedavam a redação a lápis. Além disso, falou que se tivesse tempo teria passado a caneta por cima, mas como não fez isso obteve zero em redação. Essa pessoa, hoje uma grande amiga, cometeu dois erros desprezando dois elementos que são contados para se aprovar ou classificar um candidato: leitura das orientações prévias ao candidato e controle do tempo.
    Preste atenção às dicas abaixo:
    a)Pré-leia o texto rapidamente (uma “olhada” geral, uma vista d”olhos rápida, que tira a ansiedade sobre o que caiu na prova). Cuidado para não começar a dar as respostas ou definir qual é a pergunta. Essa reação rápida pode ser equivocada e induzir ao erro. Apenas olhe a prova rapidamente. Nuca diga: “não sei esta”, diga “esta eu vou lembrar” ou “esta eu vou dar uma boa resposta”. Não é má idéia dizer, ao final dessa primeira lida, que gostou da prova.
     
    b)Leia todas as perguntas. Agora sim, você deve fazer uma leitura calma e atenta. O tempo gasto vale a pena. Mantenha uma atitude positiva e sempre se pergunte o que o examinador quer saber naquela pergunta. Essa leitura inicial ajuda o cérebro a começar a procurar respostas. Com o tempo, você aprenderá a juntar estas duas primeiras leituras. Quando não tiver mais ansiedade para saber o que caiu, bastará fazer a leitura da letra “b”.
    c)Formule as respostas lendo o enunciado de cada uma delas por vez. Ao ler o enunciado, analise criticamente a questão a fim de procurar a resposta. Se quiser, sublinhe as palavras-chaves e anote ao lado da questão o que você deve ou quer dizer.
    d)Se há algum texto para interpretar, proceda assim: sempre faça uma pré-leitura rápida (para aguçar a curiosidade do cérebro); leia todo o texto com calma; só depois vá fazer as questões (assim você evita o ping-pong entre o texto e as perguntas). Claro que se surgir uma dúvida você pode e deve voltar ao texto, mas esta técnica diminui tal intensidade.
    Publicado por:
  • A determinação em passar

    A primeira coisa a fazer quando decidir prestar um concurso para a carreira pública é ter certeza de que é isso que você quer realmente.

    Se é a sua real vocação. Prestar apenas porque está desempregado ou porque seus pais assim desejam, o obrigará a fazer algo que o seu subconsciente estará rejeitando. E também, prestar um concurso apenas por prestar, não vai adiantar em nada. Ninguém passa em um concurso por sorte. Só com muito esforço e determinação é que você chegará lá. É como atravessar um rio caudaloso: ou você fica onde está ou nada com toda sua força para chegar ao outro lado, do contrário, a correnteza o levará. Assim, o mais importante aspecto da sua caminhada é a determinação em chegar lá.

    Todos que passaram nestes concursos é porque fixaram uma meta rígida e estavam decididos a cumpri-la. Faça o mesmo! Acredite em você, apostando todo o seu esforço e tempo em algo que irá se concretizar.

    Lembre-se: não é preciso ser gênio para conseguir êxito num concurso, basta ter força de vontade. Acredite que você é plenamente capaz de alcançar seu objetivo!

    Obstáculos: Estando determinado e confiante de que chegará lá, você precisa ainda estar preparado para todas as dificuldades que serão enfrentadas pelo caminho:

    1) Tempo: Você estará correndo contra o tempo, quanto mais o tempo passa, mais a ansiedade de se passar logo nos concursos poderá tomar conta de você. É preciso planejar muito bem as suas metas a longo prazo.

    2) Solidão: Você passará boa parte do tempo sozinho, apenas estudando. Esse isolamento pode ser muito prejudicial, por isso, é importante que você reserve um tempo para se distrair com outras pessoas. É um momento da sua vida em que é importante o apoio de seus familiares e amigos. Mas procure conversar com eles outras coisas que não sejam atinente aos concursos.

    3) Preconceito: Ninguém reconhecerá o esforço do seu estudo. Para todos, o fato de você só estudar e não trabalhar o fará um “bon vivant”. Só quem conhece esse processo é que pode imaginar o quanto é árduo e desgastante. Isso pode trazer alguma irritação ao candidato, por isso, a paciência no trato com as pessoas é fundamental. Esses são somente alguns dos obstáculos a serem vencidos por você neste desafio, mas não se preocupe, para quem acredita que chegará lá e está determinado, esses banhos de água fria são refrescos.

    Preparatório: www.examedesuficiencia.com

    Publicado por:
  • Conheça os 8 tipos de Concurseiros

    O Concurseiro sonhador:

    Que acredita que ao passar em um Concurso ele estará com a vida garantida. Não precisará mais trabalhar duro e se empenhar quando empossar o cargo

    Para ele, a aprovação em um Concurso Público representa a solução para a sua vida tento no aspecto pessoal, quanto no profissional.

    O financista:

    Baseia-se em apenas na remuneração para escolha do concurso e cargo, não considera as funções que irá desempenhar no dia-a-dia, local de trabalho, vocação e habilidades.

    Geralmente o financista continua prestando concursos com cargos de salário maior, mesmo após a sua aprovação ou posse.

    O desesperado:

    São os candidatos que mesmo possuindo nível superior decidem prestar um concurso de nível médio, acreditando ter melhores chances de aprovação.

    Grande parte dos “desesperados”, não passaram em um concurso de nível superior após varias tentativas

    O indeterminado:

    São os concurseiros que foram demitidos ou sofreram alguma desilusão profissional e resolvem ser funcionários públicos por não ter mais “patrão”. Eles tem dois destinos: Estudam até passar ou, no segundo semestre de estudo, recebem uma boa proposta de trabalho e voltam para a iniciativa privada.

    O idealista:

    O que quer assumir o múnus público, quer fazer a diferença na função escolhida. São os que irão seguir a risca as funções do cargo. São os mais obstinados em passar, estudam mais tempo e não param até passar no concurso que idealizaram. São concurseiros assumidos e não prestam diversos concursos. Continuar lendo

    Publicado por:
  • Como vencer o sono durante os estudos

    Você sente ou já sentiu aquele sono avassalador durante os estudos? Descubra algumas dicas sobre como amenizar esse problema.

    Sentir sono durante os estudos é muito comum entre os concurseiros, é uma das queixas mais comuns e um problema que afeta profundamente a concentração e rendimento nos estudos.

    Primeiramente você deve entender que dormir o suficiente é importantíssimo tanto para o seu desempenho nos estudos como para tudo na sua vida, o sono serve como um repouso para recuperarmos nossas forças físicas e mentais. Então nem pensar em deixar de dormir para ficar estudando, você não vai render nada.

    Bom, então a primeira dica é bem básica: tente se planejar para dormir no mínimo 7 ou 8 horas por noite, menos que isso pode acarretar problemas a sua saúde.

    Qualidade do Sono – Procure melhorar a qualidade do seu sono: tente eliminar qualquer ruído e deixe o ambiente mais escuro que puder e procure dormir sempre no mesmo horário. Dessa forma você atinge o estágio mais profundo do sono e consegue realmente descansar o corpo e a mente e diminuirá as chances de sentir sono no dia seguinte.

    Horário – Tente estabelecer uma rotina de estudar sempre no mesmo horário, para o seu corpo se acostumar e entender que esse momento é de concentração, mas evite o horário logo após as refeições, pois é justamente quando a sonolência aumenta.

    Ilumine o ambiente – A claridade estimula o núcleo supraquiasmático do organismo e faz com que você fique mais alerta, se tiver acesso a luz do sol o efeito é ainda melhor.

    Local – Evite estudar na cama, sofá ou lugares muito confortáveis (é melhor eu sei rs, mas é justamente por isso mesmo), lugares muito confortáveis é um verdadeiro convite para o cochilo, o ideal é estudar na mesa sentado em uma cadeira.

    Simulados – Intercalar alguns simulados com a teoria também ajuda a despertar também, melhor do que ficar lendo apenas teoria por muitas horas. Continuar lendo

    Publicado por:
  • 3 Mitos Sobre Memorização

    1 – Ler várias vezes até gravar

    Já foi o tempo em que acreditávamos nisso, diversos estudos comprovaram que quando se trata de adquirir grandes quantidades de conhecimento, apenas ler por ler não funciona.

    Talvez funcionasse para decorar regrinhas para a prova no tempo de escola, mesmo assim não era o meio mais eficiente.

    Como você aprendeu acima, é melhor estudar do jeito certo uma vez do que ficar lendo várias vezes sem a concentração ideal e sem as técnicas corretas.

    2 – Grifar ou sublinhar trechos

    Não serve para absolutamente nada, mesmo que você volte e releia esses termos grifados isso não significa que você processou essa informação e transformou ela em conhecimento e gravou na sua memória. Além disso, não é muito prático ficar folheando livros e apostilas em busca desses termos.

    Não fique triste se você faz isso, eu mesmo já fiz muito, só depois de gastar muitas canetas marca-texto é que eu fui descobrir que estava perdendo tempo. Antes tarde do que nunca.

    3 – Escutar ou ver alguém explicando

    Alguns acham que o problema está na leitura e que quando um professor explica fica mais fácil de gravar a matéria. Na verdade não importa se a informação veio de um livro, apostila, vídeo-aula, áudio-aula ou pessoalmente, o que importa é como estava o seu nível de concentração e como você processou essas informações.

    Se você chegou ao final deste artigo, parabéns!!! Essas informações são valiosíssimas e podem transformar completamente a sua aprendizagem.

    Para não “esquecer” o que aprendeu aqui, rs, pratique a técnica da auto-explicação e repita para você mesmo o que acabou de aprender e como vai utilizar nos seus estudos!

    Compartilhe essas dicas com seus amigos que estejam estudando para alguma prova, com certeza eles vão gostar!

    www.examedesuficiencia.com

    Publicado por:
  • Esforço é necessário. Sofrimento é opcional

    Pensar nas horas dedicadas aos livros e aulas e nos convites recusados mediante a insistência de amigos causam calafrios e dores em qualquer concurseiro ou em quem pensa em ser um. Será mesmo que é preciso sofrer para ser aprovado em um concurso?

    De jeito nenhum.

    Sofre quem não tem convicção da escolha feita, quem deixa de visualizar o dia de comemorar o cargo conquistado. Sofre quem negligencia as etapas necessárias de planejamento estratégico que todo projeto dessa magnitude exige. E também quem deixa de se responsabilizar pelos consequentes esforços necessários para atingir outro patamar profissional e de vida.

    Quando o foco está no problema: a falta de tempo, de grana para investir nos materiais desejados (eu disse desejados, não necessários), nos feriados perdidos… tudo passa a ficar nebuloso e as energias que deveriam estar direcionadas ao aprendizado se dissipam. Continuar lendo

    Publicado por:
  • Educação a Distância (EaD) ganha cada vez mais adeptos

    Flexibilidade de horários é um dos atrativos!

    Números do Instituto Politécnico de Ensino a Distância (iPED) indicam que a quantidade de estudantes de Educação a Distância no Brasil cresceu mais de 470% nos últimos quatro anos, saltando de 700 mil para um total de 4 milhões de alunos em 2015.

    De acordo com o diretor do iPED, Fabio Neves. A consolidação desta modalidade de ensino é justificada, entre outros fatores, pela flexibilidade, que permite aos usuários acessar o aprendizado por meio de diversas plataformas digitais, em qualquer horário e lugar do País.
    “Nosso objetivo é qualificar a mão de obra para o mercado de trabalho nos mais diversos segmentos de atuação e suprir a demanda de colaboradores por parte das empresas” diz Neves.

    Os melhores cursos a distância para o CFC você encontra no site: www.examedesuficiencia.com

    Publicado por:
  • Aprender é sempre fundamental para garantir o sucesso!

    O profissional deve ter a humildade de se dispor a aprender, saber ouvir e perguntar muito para ser bem-sucedido na carreira. É preciso também seguir o produto que trabalha com todos os detalhes, desde o desenvolvimento até a sua chegada ao cliente.

    Para se dar bem profissionalmente é preciso sair da zona de conforto e correr riscos em algum momento da carreira. Não existem grandes líderes sem coragem de encarar desafios. Todo mundo tem fracassos em algum momento da vida, mas é preciso energia para dar a volta por cima.

    www.examedesuficiencia.com

    Publicado por:
  • 5 truques para estudar para vários concursos

     Na rotina puxada de um concurseiro, táticas para ganhar tempo e eficiência no estudo são sempre bem-vindas. Ainda mais se ele está se preparando para mais de um exame simultaneamente.

    Se você tem pouco tempo para estudar, é melhor preferir os concursos que exigem menos matéria. Outra dica é incluir na sua lista concursos mais simples, que tenham salários equivalentes aos dos mais complexos. Continuar lendo

    Publicado por: